Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

10 razões para você criar um plano de Gestão de Dados de Pesquisa

Há muitas razões para a elaboração de um Plano de Gestão de Dados (PGD) da sua pesquisa. Afinal, este procedimento ajuda a considerar, ainda na fase de concepção e planejamento do projeto de pesquisa, como os dados serão geridos durante a pesquisa e como serão posteriormente preservados e compartilhados com a comunidade científica.

As principais razões para a criação de um PGD são as seguintes:

  1. Ajustar o seu projeto de pesquisa às políticas mandatórias da sua instituição e/ou dos órgãos de fomento à pesquisa;
  2. Assegurar a integridade da pesquisa e o seu potencial de replicação;
  3. Assegurar que os dados e demais registros de pesquisa sejam acurados, completos, autênticos e confiáveis;
  4. Aumentar a sua eficiência como pesquisador – um plano que organize os dados e seu armazenamento permite que você foque na sua pesquisa. Você estará mais capacitado a localizar e usar os seus dados e compartilhá-los com os seus colaboradores;
  5. Permitir que os seus dados sejam compreensíveis agora e no futuro – se os dados são bem documentados antes e durante a formação da coleção de dados, eles serão mais facilmente entendidos e reutilizados;
  6. Economizar tempo e recursos a longo prazo;
  7. Aumentar a segurança dos dados e minimizar os riscos de perda;
  8. Evitar a duplicação de esforços na recoleta ou regeração dos dados, possibilitando que outros pesquisadores se beneficiem dos seus dados e os interprete em outros contextos e com novas visões;
  9. Aumentar a visibilidade da pesquisa – se os seus dados foram planejados para estarem organizados e corretamente arquivados, eles poderão ser identificados, recuperados e citados, aumentando a visibilidade da sua pesquisa e o seu prestígio como pesquisador;
  10. Tornar mais fácil a preservação e o arquivamento – ajustando antecipadamente a geração de dados tomando como referência as práticas, formatos e demais padrões mais adequados ao arquivamento e à preservação de longo prazo, torna a gestão de dados mais fácil e menos custosa; além do mais, tornam os dados mais aderentes aos requisitos dos repositórios e centros de dados.
Veja como elaborar seu Plano de Gestão de Dados de pesquisa a partir do Guia de Gestão de Dados de Pesquisa, elaborado por Luana Sales e Luís Fernando Sayão.
Fim do conteúdo da página