Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Entrega do Prêmio CNEN de Tese

Foto do Premio CNEN de tese

Renato Cotta (centro) com os premiados: Rodney Busquim e Silva (esq.) e Carlos Eduardo Cabrera

 

 

 

A Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) realizou na tarde desta quinta-fera (15/12) a cerimônia de entrega do Prêmio CNEN de Tese. O evento aconteceu no auditório Carneiro Felippe, na sede da instituição, no Rio de Janeiro. A premiação faz parte das comemorações dos 60 anos da CNEN. O objetivo foi destacar a melhor tese de doutorado com foco em conhecimento científico ou tecnológico relacionado ou aplicado à área nuclear em programas de pós-graduação reconhecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em instituições localizadas no Brasil.

 

O Prêmio CNEN de Tese teve sete inscrições, originárias de universidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia. As teses que concorreram são aplicáveis ou estão relacionadas à área nuclear e foram desenvolvidas nas Ciências Biológicas, Ciências da Saúde, Ciências Agrárias, Engenharias, Ciências Exatas e da Terra.

 

A tese vencedora foi a de Rodney Aparecido Busquim e Silva, do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (EPUSP). Com o título Implications of Advanced Computational Methods for Reactivity Initiated Accidents, a tese teve como orientador o professor Mujid S. Kazimi. José Jaime da Curz foi coorientador do trabalho.

 

A tese de Carlos Eduardo Velasquez Cabrera, do Programa de Pós-Graduação em Ciências e Técnicas Nucleares da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), foi selecionada para receber Menção Honrosa. O trabalho, com o título Transmutação de Rejeitos Radioativos em Sistemas Híbridos de Fusão-Fissão, foi orientado pela professora Maria Auxiliadora Fortini Veloso e teve como coorientadora a professora Claubia Pereira Bezerra Lima.

 

Ambos os selecionados receberam um certificado e uma medalha. A premiação referente à tese contemplada com Menção Honrosa foi entregue pelo ex-presidente da CNEN, Rex Nazaré. A premiação principal foi entregue por Luiz Bevilacqua, membro da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e integrante da Comissão Julgadora do Prêmio CNEN de Tese.  

 

O autor da tese vencedora do Prêmio poderá receber uma bolsa de estudo de pós-doutorado no âmbito do Programa de Formação Especializada da CNEN. A bolsa terá duração máxima de um ano e poderá ser paga a partir de dezembro de 2016. O bolsista deverá executar um projeto de pesquisa em uma das unidades da CNEN.

 

 

Medalha Carneiro Felippe

 

A solenidade do Prêmio CNEN de Tese foi também a oportunidade para realização da entrega da medalha Carneiro Felippe ao Dr. Carlos Eduardo Veloso de Almeida. A homenagem deveria ter sido entregue na comemoração dos 60 anos da CNEN, em outubro. Porém, Dr. Almeida não pode estar presente. Na solenidade de ontem, a medalha foi entregue ao homenageado pelo Diretor de Gestão de Entidades Vinculadas do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Tarcísio Bastos Cunha.

 

Os homenageados com a medalha são escolhidos todos os anos pela Comissão Deliberativa da CNEN. Dr. Carlos Eduardo Veloso de Almeida é graduado em Física pela Universidade Federal da Bahia, com Mestrado e Doutorado na área de Física Médica pela Universidade do Texas. Ele é Professor Titular em Física Médica da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde criou o Laboratório de Ciências Radiológicas. 

 

Além disso, foi diretor do Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD), de 1980 a 1985. Ele foi também membro do Conselho Científico e Consultor da Agência Internacional de Energia Atômica (1983-1989). Em 1986, fez pós-doutorado no Bureau International de Pesos e Medidas. Em 2010, foi  Professor Visitante do Instituto Pierre Marie Curie, em Paris.

 

Em sua carreira já recebeu importantes reconhecimentos da qualidade de seu trabalho. Foi homenageado com a Medalha de Ouro pela Sociedade Brasileira de Radioterapia. Recebeu também a Medalha Henri Becquerel, da Academia de Artes e Ciências da França e o Título de Fellow da Organização Internacional de Física Médica, sendo incluído na lista dos 50 físicos que mais contribuíram para a Física Médica nos últimos 50 anos.

registrado em:
Fim do conteúdo da página