Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Palestra de Carlos Aragão no Grandes Nomes, Grandes Temas

                                              DSC 0715                                                                                    Carlos Alberto Aragão (Foto: Douglas Troufa/COCOM)

 O ciclo de palestras “Grandes Nomes, Grandes Temas” recebeu na tarde desta terça-feira (7/3) o físico Carlos Alberto Aragão de Carvalho Filho, que abordou o tema"ciência, tecnologia e inovação: tripé da segurança".O encontro foi realizado no auditório Carneiro Felippe, na sede da CNEN, no Rio de Janeiro. Aragão mostrou como a humanidade fez uso de destas três áreas (CT&I) para garantir a sobrevivência e segurnça ao longo dos séculos.

 

   A palestra fez um resgate histórico sobre a forma como o homem desenvolve o conhecimento desde os primórdios da humanidade. Enfatizou os mecanismos existentes para transformar este conhecimento em ferramentas e técnicas que permitam dominar energia e matéria e sejam uteis à sobrevivência e segurança dos homens. Também foi abordada, de forma específica, a realidade brasileira na área de ciência, tecnologia e inovação.

 

   O palestrante nasceu no Rio de Janeiro, cursou a graduação e o mestrado em física na PUC/RJ (1973 e 1976), e o doutorado na Universidade de Princeton (1980). Concluiu pós-doutorados no CERN (1981) e na Universidade de Paris XI, em Orsay (1982).

 

   Especialista em teoria quântica dos campos e suas aplicações, atuou como Professor Assistente e Associado de Física na PUC/RJ, de 1982 a 1993. Tornou-se Professor Titular do Instituto de Física da UFRJ em 1994. Foi Professor Visitante no ICTP-Trieste, na Universidade de Princeton e na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA). De 1994 a 1997, dirigiu o Centro Latino-Americano de Física.

 

   Em 2004, tornou-se Secretário-Geral da 3ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. Em 2005, foi nomeado Diretor de Inovação da Agência Brasileira Desenvolvimento Industrial (ABDI) e, no mesmo ano, Diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

 

   Em 2007, retornou para a UFRJ, atuando no Instituto de Física e na Diretoria de Tecnologia e Inovação da Coppe. Na época, coordenou um núcleo de sustentabilidade de biocombustíveis no Inmetro. Ocupou a Secretaria Geral da 4ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, de agosto de 2009 até janeiro de 2010.

 

   Em janeiro de 2010, foi nomeado Presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), cargo que ocupou até janeiro de 2011. Em fevereiro de 2011, tornou-se Gerente-Geral de Parcerias e Recursos no Departamento do Instituto Tecnológico Vale (DITV) da Vale S.A., cargo que deixou em agosto de 2011 para assumir a Direção-Geral do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), que exerceu até março de 2014. Após breve retorno à UFRJ, assumiu a Diretoria de Inovação e Tecnologia do Inmetro em setembro de 2014, até março de 2016. Aposentou-se da UFRJ em abril de 2016, mas continua com suas atividades de pesquisa como Professor Colaborador. Atualmente, coordena um projeto na área de fusão nuclear na Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

 

   Aragão possui mais de 70 trabalhos publicados em revistas internacionais, orientou 14 teses, é membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e The World Academy of Sciences (TWAS), e foi agraciado com a Ordem Nacional do Mérito Científico (Comendador e Grã-Cruz), Ordem do Mérito Naval, Medalha Tamandaré e Ordem do Mérito Cartográfico.

 

 

   Ciclo de palestras- O “Grandes Nomes, Grandes Temas” foi criado em 2016 como parte das comemorações pelos 60 anos da CNEN. No ano passado, foram realizadas nove palestras dentro da programação deste projeto, que visa promover encontros do público com especialistas brasileiros em diferentes temas e áreas do conhecimento. As palestras ocorrem na sede da CNEN, no Rio de Janeiro, e também em unidades de pesquisa da instituição. A programação de 2017 já tem outra atividade prevista. No dia 29 de março, o palestrante Ronald Cintra Shellard, doutor em Física e diretor do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), abordará o tema “O Universo Extremo visto da América Latina”.

registrado em:
Fim do conteúdo da página