Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Em solenidade alusiva aos 30 anos do acidente com césio-137, servidores e ex-servidores da CNEN foram homenageados pela Câmara Municipal de Goiânia

 

foto wlater e hiroshi

A partir da esquerda: Eliza Mendes, Walter Mendes Ferreira, Raquel Azeredo, Luis Hiroshi Sakamoto e Cecília Sakamoto  

 

 

O diretor do Centro Regional de Ciências Nucleares do Centro-Oeste (CRCN-CO), Rugles César Barbosa, o chefe da Divisão de Rejeitos Radioativos (Direj) da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), Walter Mendes Ferreira, o ex-presidente da CNEN Rex Nazaré Alves e o ex-servidor da instituição Luiz Hirosiho Sakamoto foram homenageados na noite de quarta-feira (13/9) pela Câmara Municipal de Goiânia, cidade onde ocorreu o acidente com césio-137 em setembro de 1987. Em sessão especial do legislativo municipal, denominada “Não Podemos Esquecer: césio-137 – 30 Anos Depois”, eles receberam diplomas de honra ao mérito, documento que registrou um agradecimento da cidade pela “generosidade e destacada atuação” nas ações relativas ao acidente com césio-137.

Walter Ferreira é físico e foi o responsável por identificar a ocorrência do acidente com césio-137. Em setembro de 1987, ele estava em Goiânia quando foi levantada a suspeita de que estaria havendo uma contaminação com material radioativo. Com um equipamento que detecta radioatividade, ele confirmou a ocorrência do acidente e acionou as autoridades competentes, entre elas a CNEN, que imediatamente deslocou para a cidade uma grande equipe de técnicos especializados da área nuclear.

Nos meses seguintes, Walter Ferreira integrou as equipes que atuaram na identificação e primeiros atendimentos aos radioacidentados e também nas ações de remediação das áreas contaminadas pelo césio-137.  Ele ingressou nos quadros da CNEN, onde atualmente chefia a Direj, setor responsável pelo gerenciamento dos rejeitos radioativos gerados em todo o País.  

Na Câmara Municipal, Rugles César Barbosa, também recebeu um diploma de honra ao mérito, em reconhecimento pelos bons trabalhos prestados à comunidade local. Rugles Barbosa é o diretor do Centro Regional de Ciência Nucleares do Centro-Oeste (CRCN-CO), unidade da CNEN localizada em Abadia de Goiás, na região metropolitana de Goiânia, onde estão os depósitos com rejeitos radioativos oriundos do acidente com césio-137. Ele frisou que não participou das ações de atendimento a vítimas e recuperação das áreas afetadas em Goiânia e, portanto, considera a homenagem um reconhecimento a todos os servidores do CRCN-CO, pelo empenho e dedicação que sempre demonstraram.  

O ex-servidor da CNEN Luis Hiroshi Sakamoto também recebeu diploma de honra ao mérito da Câmara Municipal. Ele atuou nas ações de descontaminação das áreas afetadas em Goiânia e na adequação do armazenamento dos rejeitos radioativos em Abadia de Goiás.  Rex Nazaré Alves, ex-presidente da CNEN, também foi um dos selecionados para receber a homenagem, mas não pode comparere à solenidade. Ele presidia a CNEN, em 1987, quando ocorreu o acidente radioativo. 

Nesta mesma semana em que foi homenageado pela Câmara Municipal de Goiânia, Walter Ferreira também participou de outros eventos alusivos aos 30 anos do acidente. Na terça-feira (12/9), representou a CNEN em mesa redonda organizada pelo Memorial do Ministério Público Federal em Goiás, dentro da programação do evento denominado “Césio-137. 30 Anos do Acidente em Goiânia. Memórias e Reflexões”.

O chefe da Direj/CNEN participou ainda da programação do Congresso Internacional de Bombeiros e Emergências (CIBE-BRAZIL), que ocorre de 13 a 15 de setembro, em Goiânia. No evento, proferiu uma palestra sobre o acidente e as lições aprendidas nestes últimos 30 anos. Além disso, foi um dos instrutores de um curso sobre noções de radioproteção em acidentes radiológicos, junto com Sandra Bellintani, servidora do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), unidade da CNEN em São Paulo. À época do acidente, Sandra também atuou nas ações de recuperação da cidade de Goiânia e atendimento aos radioacidentados, tendo um destacado papel nestas atividades. 

Texto: Luis Machado

registrado em:
Fim do conteúdo da página