Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

'Vacinação' será tema de palestra na abertura do Seminário Anual de IC&T da CNEN, em São Paulo

A palestra "Os Programas de Imunização no Brasil: da Revolta das Vacinas ao Controle de Doenças”, a ser proferida pela pesquisadora Waldely de Oliveira Dias, do Instituto Butantan, abrirá o Seminário Anual de Avaliação dos Programas de Iniciação Científica e Tecnológica da CNEN – PIBIC/PROBIC/PIBITI, às 10h, no próximo dia 6 de dezembro, no prédio do Ensino localizado no campus do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN),  Cidade Universitária, São Paulo. Este ano, o cientista homenageado será o médico brasileiro Oswaldo Cruz (1972-1917). O evento vai até o dia 7.

A biografia de Oswaldo Cruz, pioneiro no estudo das moléstias tropicais e da medicina experimental no Brasil, dentre outras realizações, já possibilitaria uma conferência à parte. Contudo, o seu legado para os estudos, avanços e benefícios da imunização foi escolhido como tema da palestra devido ao alcance e resultados que colocam o Brasil em posição de protagonismo mundial – o país tem um dos mais reconhecidos programas públicos de vacinação do mundo, com os principais imunizantes disponíveis a todos gratuitamente.

Apesar desse protagonismo, grupos contrários à vacinação avançam no País, preocupando o Ministério da Saúde (MS). Em 2016, por exemplo, a cobertura da segunda dose da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, teve adesão de apenas 76,7% do público-alvo. Esses movimentos, que são mundiais, estão sendo apontados como um dos principais fatores responsáveis por um recente surto de sarampo na Europa, onde mais de 7 mil pessoas já foram contaminadas.

         No Brasil, os grupos são impulsionados por meio de páginas temáticas na rede social Facebook que divulgam, sem base científica, supostos efeitos colaterais das vacinas. Nesse sentido, o tema da palestra é "bastante oportuno”, principalmente em um evento de iniciação científica, quando novos potenciais cientistas estão sendo formados e terão oportunidade de conhecer o legado de Oswaldo Cruz e também compreender que as vacinas ainda são um dos mecanismos mais eficazes na defesa do organismo humano contra agentes infecciosos e bacterianos.

     "Num período em que várias doenças consideradas extintas estão reaparecendo de forma significativa, febre amarela, dengue, zica, dentre outras, pensamos em homenagear Oswaldo Cruz e trazer como palestrante a Dra. Waldely por sua experiência na área de epidemiologia”, diz Martha Marques Ferreira Vieira, gerente da Coordenação de Ensino e Informação Científica (CEI) do IPEN e coordenadora do Seminário.

No Centro de Biotecnologia do Instituto Butantan, Waldely Dias coordena e participa justamente de projetos de desenvolvimento de novas vacinas pertussis (para doenças como coqueluche e tosse convulsa, causadas pelas bactérias Gram-negativas Bordetella pertussisuma e parapertussis, altamente contagiosas e perigosas para as crianças). Seu grupo de pesquisa também estuda uma nova vacina pneumocócica celular e a elaboração de um kit para diagnóstico rápido de pneumococcos (infecções nos pulmões, no sangue ou na membrana que reveste o cérebro).

 

Avaliação externa

O Seminário foi organizado em apresentações orais, uma forma de o bolsista aprimorar a atuação acadêmica em relação ao domínio do conteúdo e desenvoltura para disseminá-lo. As sessões acontecerão no dia 6, período da tarde, e no dia 7, durante todo o dia. Serão concedidos prêmios para a melhor exposição em todas as sessões de apresentação oral.

Todos os anos, a avaliação dos trabalhos é feita por pesquisadores representando o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Neste ano, estão confirmados os professores doutores Cristiano Luís Pinto de Oliveira e Rafael Sá de Freitas, do Instituto de Física da USP – IFUSP; Daniel Carvalho Pimenta – Instituto Butantan; Maurício Yonamine, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas FCFUSP; e Denise de Oliveira Silva e Thiago Regis Longo César da Paixão, do Instituto de Química da USP – IQUSP.

 

Sobre a palestrante

Waldeli de Oliveira Dias é graduada em Ciências Biológicas Modalidade Médica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), onde também concluiu o mestrado e doutorado, na área de Microbiologia e Imunologia. Realizou estágios de Pós-doutorado no Institut Pasteur Paris, Laboratoire de Biotechnologies e no Food and Drug Administration (FDA), USA, Laboratory of Pertussis. Foi professora titular de Microbiologia e Imunologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie. É professora colaboradora do Instituto de Química da Universidade de São Paulo, na disciplina "Técnicas Aplicadas no Desenvolvimento de Processos Biotecnológicos”, para o curso de graduação em Química. É Pesquisadora Científica VI do Instituto Butantan e docente no Curso de Pós-graduação Interunidades Butantan/IPT/USP.

 

Mais informações sobre a programação e contatos podem ser obtidos neste link http://pelicano.ipen.br/pibic/index.htm

 

 

Serviço

O quê: Seminário Anual de Avaliação dos Programas de Iniciação Científica e Tecnológica da CNEN – PIBIC/PROBIC/PIBITI

Onde: Prédio do Ensino do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN), na Av. Prof. Lineu Prestes, 2242, Cidade Universitária – Butantã

Data / Horário:

6 de dezembro

Manhã: 10h - Sessão de Abertura e palestra

Tarde: de 14h às 18h - Apresentações orais

7 de dezembro – Das 8h às 12h30 e das 14h às 18h: Apresentações orais

registrado em:
Fim do conteúdo da página