Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Evento discute Repositório Nacional de Rejeitos Radioativos no CDTN

No dia 17 de novembro, o Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear (CDTN) promoveu o Workshop Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação no Projeto RBMN. O evento reuniu mais de 60 pessoas, dentre pesquisadores do CDTN, da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) e demais instituições da área nuclear, bem como estudantes e servidores do CDTN.

 instagram

Workshop Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação no Projeto RBMN no CDTN (Foto: Yaskara Martins/CDTN)

O objetivo do evento foi apresentar o projeto do Repositório Nacional de Rejeitos de Baixo e Médio Níveis de Radiação e seus impactos no setor da Energia Nuclear. Na ocasião, também foram apresentadas pesquisas que já se encontram em desenvolvimento e tangenciam a iniciativa.

A abertura do workshop contou com a presença do diretor do CDTN, Luiz Carlos Duarte Ladeira, do diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da CNEN, Madison Coelho de Almeida, e do coordenador geral de Aplicações das Radiações Ionizantes da CNEN, Francisco Rondinelli Júnior. As falas de abertura destacaram a importância do evento em levar ao conhecimento público os progressos do projeto para a sociedade e para o setor, uma vez que a deposição dos rejeitos faz parte da cadeia da energia nuclear e é imprescindível para a consolidação do uso da energia nuclear no país.

 abertura redim

Abertura do evento com o diretor do CDTN, Luiz Ladeira; diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da CNEN, Madison Coelho e o coordenador de Aplicações Ionizantes da CNEN, Francisco Rondinelli Júnior (Fotos: Yaskara Martins/CDTN)

O projeto RBMN é de competência da CNEN, e o CDTN atua na sua coordenação técnica. Uma das coordenadoras é a pesquisadora do CDTN Clédola Cássia de Oliveira Tello que fez a exposição do status atual do RBMN. Tello apresentou o que já foi realizado desde a assinatura do Termo de Abertura do projeto em 2009 até a contratação do escritório de gestão de projetos e a alteração do cronograma neste ano. A coordenadora técnica do projeto RBMN também ressaltou a importância do Repositório Nacional de Rejeitos de Baixo e Médio Níveis de Radiação no cenário nuclear brasileiro, uma vez que é a solução para disposição segura dos rejeitos radioativos.

No workshop também foram apresentadas quatro linhas de pesquisa que se relacionam com a construção do Repositório por estudantes da Pós-Graduação e da Iniciação Científica: rejeitos, embalagem e transporte, contêineres e barreiras naturais. Cada aluna dispôs de 5 minutos para expressar suas investigações, no formato flash oral presentation. As pesquisadoras Bárbara Lacerda Tavares (Mestrado PPGCDTN) e Carolina Nogueira da Silva (Iniciação Científica/CDTN) discorreram sobre “Barreiras de engenharia para o Repositório: Contêineres de concreto - Seleção de dosagem de concreto com fibras de aço”; Daisy Mary Marchezini dos Santos (Doutorado PPGCDTN), Samara Alves Barroso (Mestrado PPGCDTN) e Thaís Braga Teixeira (Iniciação Científica) apresentaram “Estudo com Bentonitas e Vermiculita”; já Franciely Bastos (Iniciação Científica/CDTN) e Vanessa Vieira (Iniciação Científica/CDTN) descreveram seus estudos conjuntos sobre otimização do produto de rejeito; dentro dessa pesquisa maior, Bastos analisou a “Secagem e cimentação do Concentrado de Evaporador”, enquanto Vieira investigou o “Encapsulamento de Rejeito Radioativo Betuminizado para armazenamento em Repositório de Superfície”. Após a apresentação, as estudantes responderam a perguntas do público.

Por motivo de força maior, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), Evaldo Vilela, não pôde comparecer ao evento com a palestra programada com o tema “Pesquisa, tecnologia e suas aplicações no mercado”. Na ocasião, Vilela indicou a presença da desenvolvedora de negócios da BiotechTown, Juliana Saliba, que prestigiou o evento com a palestra de mesmo nome. Saliba é farmacêutica industrial e pesquisadora pós-doutora com experiência no Instituto Nacional Francês de Saúde e Pesquisa Médica, de Paris. Em sua fala, a pesquisadora abordou alguns dos desafios da aproximação entre os pesquisadores e de empresas, e como superá-los, como a insegurança, a linguagem utilizada e o desconhecimento dos limites entre a relação de pesquisa e sua aplicação na indústria. A palestrante apresentou três casos de sucesso nos quais atuou, com satisfação tanto dos pesquisadores e do mercado, e ao final respondeu as perguntas feitas pelos participantes do workshop.

O encerramento do evento foi feito pelo coordenador técnico do RBMN e pesquisador do CDTN, Rogério Pimenta Mourão, que reiterou os avanços do desenvolvimento do projeto a partir da contratação do escritório de gestão de projetos, o IEBT - Inovação. Além disso, Mourão explanou brevemente sobre sua pesquisa na linha de embalagem e transporte dos rejeitos radioativos. Foram instalados pôsteres dos estudos desenvolvidos nas linhas de pesquisa que envolvem o RBMN, além de uma maquete do futuro Repositório Nacional de Rejeitos de Baixo e Médio Níveis de Radiação.

 Fonte: CDTN

Palestrantes

Da esquerda para direita: Rogério Pimenta Mourão (CDTN/CNEN), Clédola Cássia de O. Tello (CDTN/CNEN), Madison Coelho de Almeida (DPD/CNEN), Juliana Saliba (BiotechTown), Francisco Rondinelli Júnior (CNEN) e Filipe Messias (IEBT)

registrado em:
Fim do conteúdo da página