Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Apesar das limitações impostas pela pandemia da COVID-19, CNEN realiza inspeções para garantia da segurança radiológica de instalações que utilizam tecnologia nuclear

  Apesar das limitações de deslocamento impostas pela pandemia da COVID-19, a  Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) continua executando as ações de licenciamento e controle de instalações radiativas, avaliando a segurança radiológica através de inspeções regulatórias. O objetivo é manter o controle das instalações que manipulam e armazenam fontes de radiação.

   No dia 30 de abril uma equipe da Coordenação-Geral de Instalações Médicas e Industriais (CGMI), vinculada à Diretoria de Radioproteção e Segurança Nuclear (DRS) da CNEN, realizou uma inspeção no terminal de cargas (TECA) do aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília.  Este local é autorizado pela CNEN para armazenar, em caráter temporário, materiais e fontes radiativas empregadas principalmente na medicina e indústria. A equipe também inspecionou dependências destinadas a armazenamento de fontes na Universidade de Brasília (UNB), para verificar a adequação e segurança do local.

   Mais recentemente, no dia 5 de maio, servidores da CGMI também realizaram inspeção em um serviço de Medicina Nuclear de Brasília. O objetivo era verificar se a instalação operava em conformidade com os requisitos preconizados nas normas da CNEN. Os fiscais avaliaram in loco os parâmetros necessários para autorizar a operação.

  Em que pesem as dificuldades impostas pela necessidade de distanciamento social, inspeções como estas precisam ser realizadas. Tratam-se de ações obrigatórias, essenciais e especializadas, que garantem a segurança radiológica desses locais, permitindo que os trabalhadores e indivíduos do público possam circular nestes espaços e usufruir dos benefícios das aplicações da energia nuclear.

 

FOto inspeções 2

Profissionais da CNEN em inspeção de instalação da área médica. 

 

teca inspeçao cnen

Inspeção no Terminal de Cargas (TECA) do aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília. 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página